Visita a penitenciária feminina do Paraná.

Olá, hoje quem vai falar no blog é nossa querida líder das mulheres aqui da Advec Curitiba, Rosângela Roza, ela visitou a penitenciária feminina do Paraná, localizada em Piraquara, e ela vai compartilhar essa experiência conosco.

Queridas,

Ao viver esta experiência, gostaria de compartilhar algumas lições que aprendi naquele lugar.

No dia 28 de outubro, meu despertador tocou às 06:30 da manhã, e parece que eu sentia que algo novo estava prestes a acontecer. Para muitos, seria apenas mais uma visita, mais um culto como outros já realizados, mas para mim era algo que sonhara a anos, sabia que seria impactante, e realmente foi.  Logo ao chegar, encontramos lá 400 mulheres,estavam à nossa espera, algumas ansiosas, outras pensativas…

Ao olhá-las, suas fisionomias eram tão normais e naturais que jamais as julgaríamos tão perigosas, aquelas criminosas eram calmas e serenas. Encontrei ali mulheres bonitas, muito bonitas mesmo, de boa aparência, arrumadas, claro que com algumas exceções. Seus rostos, apesar da serenidade eram marcados por sofrimento e algumas por arrependimento.

Algo mudaria dentro de mim. Chorei muito ao ver mulheres com suas vidas interrompidas por erros impensados, ao ver mães arrependidas, mulheres influenciadas por companheiros a trilhar por um caminho arriscado e perigoso mas com uma falsa proposta de vida fácil e dinheiro rápido, outras que cometeram crimes como sequestros, homicídio, casos de defesa contra violência sexual e muitas outras histórias. Também pude ver que elas estão lá abandonadas por seus próprios familiares, afinal é fato, o número de visitantes é mínimo ( informação de agentes penitenciários).

Ao entoarem as canções fui surpreendida por suas vozes, sendo que a maioria cantava, adorava a Deus de olhos fechados (era lindo ver aquela cena). O fato mais surpreendente foi ao conversar com um dos agentes e ouvir o triste relato: 80 por cento delas são homossexuais praticantes, isso me intrigou muito. Como? Lésbicas? Porque quando o pastor no início do culto perguntou quem já havia aceitado a Jesus muitas mãos tinham se levantado. Então como isso acontecia? Comecei a questionar o Senhor incessantemente e a resposta logo chegou ao meu coração. O Espírito Santo, com sua bondade e sabedoria foi esclarecendo minhas dúvidas.

Falta a elas o ensino da palavra, falta paciência, falta sensibilidade, muitos não a querem por perto (o que deve ser respeitado), mas nós cristãs, não podemos ignorar a existência daquelas mulheres . Elas estão onde estão por seus erros, mas estão cumprindo suas sentenças perante a sociedade. Afinal Jesus veio para quebrar todas estas cadeias, desde que aconteça o arrependimento. Ele nos ensina sobre o verdadeiro amor,  amor este que devemos sentir por nossos semelhantes. Queridas é muito fácil amar aqueles que nos fazem apenas o bem, mas a palavra nos ensina que devemos amar nossos inimigos também. E como isto é difícil, mas devemos tentar, devemos orar por elas, afinal ali estão 400 mulheres, estamos falando de 400 almas que são tão preciosas para Cristo quanto eu e você.

Vamos pedir ao Senhor que se abra o entendimento de cada uma, e que elas possam entender aquela linda passagem bíblica, quando Jesus fala para a mulher pega em adultério: VÁ E NÃO PEQUES MAIS! Que elas consigam em todos os momentos de carência e solidão se agarrarem a Cristo e assim não cometam mais pecados sexuais. Que o Senhor dê força e ensine a cada uma como conseguir sobreviver naquele lugar. Que elas consigam ser LIVRES , mesmo dentro daquela penitenciária, livres em Jesus. E que ao conquistarem sua liberdade, perante a justiça, elas não cometam
os mesmos erros mas vivam uma vida plena e abundante em Cristo Jesus.Um beijo a todas. Rosângela

Rosângela Fernandes Roza- líder das mulheres da Advec em Curitiba, tem 35 anos, casada com Josué Roza e tem duas filhas, depois de 7 anos de esterelidade.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Visita a penitenciária feminina do Paraná.

  1. Eu sou uma sobrevivente da penitenciaria feminina!!! fiquei la durante 3 anos da minha vida!!! ja vi e ouvi de tudo naquele lugar, existe pessoas arrependidas; prontas para sairem dali e recomeçar uma nova vida sem dever nada para a sociedade! e tambem aquelas que “cadeia” não faz a menor diferença que isso faz parte da vida “loka”…. eu agradeço a Deus pela oportunidade de vida que ele me deu, reconheço meu erro e me sinto privilegiada de ter passado por onde passei e ter aprendido…. só posso garantir uma coisa eu nunca mais volto naquele lugar….. o que nos ajudava muito lá era quando tinha cultos muitas pessoas gostam e precisam….

    • isso aí, devemos lutar sempre para não cair em pecado, não cometer novos erros … vigiar sempre por mais difícil que pareça. Nunca esqueça que Jesus cuida de nós. Minha amiga Jesus já te libertou, vc é livre em Cristo, fica firme em Jesus, nunca esqueça que ele te entende, já te perdoou… agora é só seguir os seus passos, ele tem muita novidade para sua vida. um forte bj no seu coração. Rosangela fernandes Roza

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s