Quando penso que estou fraco….

Estava escutando (de novo… rs) a música “Sou Humano” da cantora Bruna Karla. E como amo esse louvor. Já repararam na letra? É linda demais! Gosto muito dessa composição, pois ela reflete o quão dependentes somos de Deus. Aí você pode me dizer: Ué, mas isso a gente já sabe!!!!!

Até sabemos, mas infelizmente, às vezes esquecemos. Como assim? Vou mostrar.

Tem uma parte da música que fala assim:Quando penso que estou forte, fraco eu estou, Mas quando reconheço que sem Ti eu nada sou. Alcanço os lugares impossíveis, me torno um vencedor.” Quando ouvi essa parte, lembrei-me deste texto: “ Mas Ele me disse: ‘Minha Graça é suficiente para você, pois o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. ‘ Portanto, eu me gloriarei ainda mais alegremente em minhas fraquezas, para que o poder de Cristo repouse em mim. Por isso, por amor de Cristo regozijo-me nas fraquezas, nos insultos, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias. Pois quando sou fraco é que sou forte.” II Coríntios 12:9,10.

O mundo prega que nunca devemos ser fracos, o mundo SUPERvaloriza a força. A força física, força financeira de alguma pessoa, empresa ou país, força política de cargos, força militar. Até certo ponto isto não é errado, visto que precisamos batalhar para alcançar nossos objetivos, pra isso precisamos sim de força física, psicológica, força de vontade. O problema, em meu ponto de vista é quando confundimos isso com poder, nos tornamos soberbos, a ponto de esquecer de que, se chegamos a algum lugar, foi Deus que nos colocou lá.

Temos exemplos simples, o do jovem que se esforçou e pediu tanto a ajuda de Deus para passar no vestibular e quando entra na faculdade e conhece professores, filosofias e sociologias novas, começa a se achar dono da verdade e se afasta. O da pessoa que era pobre, porém trabalhador, que Deus ajudou a prosperar e que, quando rico, deixa de ir à igreja, pisa nas outras pessoas, trata mal os amigos. Até mesmo aquele crente que, busca constantemente ao Senhor, e quando, ao mínimo sinal do poder de DEUS sobre ele, ele passa a se sentir maior ou mais santo que seus irmãos, ou até mesmo viver sem estar mais da dependência Divina.

O problema de quando nos sentimos “fortes” dessa maneira (errônea), estamos querendo dizer, para Deus, que não precisamos mais dele. É como se disséssemos: Até aqui precisei de Deus, agora não preciso mais, posso fazer tudo pelas minhas próprias forças.” E Deus, que nos dá livre arbítrio, realmente respeita a nossa vontade, e nos deixa “livres” para fazer tudo “com nossas próprias mãos”. E é nesse ponto que muitas vezes sofremos e nos arrependemos.

Paulo nos apresenta um conceito de força diferente, ele afirma que nossa fraqueza pode atrair o poder de Deus, nos tornando fortes. Quando admitimos nossas fragilidades para Deus, Ele derrama sua força em nós. Quando admitimos nossas fraquezas é como se disséssemos: Deus, deste ponto em diante eu não consigo sozinha, reconheço que preciso de Ti, dependo de Ti”. Dessa maneira Ele nos enche de Sua graça, e nos faz vencedores.  Nossas fraquezas podem levar-nos a confiar em Deus muito mais do que nossos pontos fortes o fariam.

Por isso, concluo dizendo que, a cada dia mais possamos reconhecer nossa TOTAL dependência de Deus. Não importa nossa posição social, se somos letrados ou não, se somos pastores, cantores, líderes, políticos, artistas. Devemos sempre lembrar que somos humanos, cheios de defeitos, limitados. E somos pequenos, precisamos do Senhor, e de sua graça para prosseguirmos, pois quando reconhecemos que somos fracos, Ele nos enche de poder para vencer o mal e as lutas. Quando somos fracos, somos fortes!!!

BJss Carol

Você poderá gostar também de:

Anúncios

Um pensamento sobre “Quando penso que estou fraco….

  1. Depender de Deus… disto depende a nossa vida!, falo isso pois lendo o texto da Carol lembro-me de algumas situações que antes de tomar qualquer atitude primeiro me coloco totalmente na dependencia de Deus, vou dividir com as irmãs alguns exemplos disto em minha vida: 1- Quando preciso ligar para um cliente para vender, ou cobrar uma duplicata atrasada, ou somente para manter um relacionamento comercial, eu falo com Deus que não seja eu falando ao telefone e sim ele, peço que ele toque no coração do cliente e fale atraves de mim ( sempre que faço isso tudo da certo), mas as vezes na correria do dia a dia faço ligações sem orar antes, e é impressionante a diferença no resultado. 2-Quando preciso conversar com o meu marido, peço a Deus para que esteja ministrando em meu coração e no coração dele para que a conversa ou acerto venha do Senhor e não da minha vontade, pois não quero utilizar o meu poder de convencimento para ¨vencer¨em uma discução. Por muitos anos fiz usei desta artimanha do convencimento buscando sempre sair vencedora de uma discução, então Deus começou a falar comigo o quanto errado estava esta sendo esta minha atitude, e o resultado negativo da minha atitude era imediato. ( preciso vigiar as minhas atitudes em todo tempo) Que Deus abençoe muito vocês e que ele nos ajude a aprender que temos que depender totalmente dele em tudo, no trabalho, no casamento, na vida ministerial etc….. beijos ju

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s