“O feminismo não é honesto com as mulheres”

Fiquei muito surpresa com essa reportagem da revista Época dessa semana. Porque veio afirmar algo que eu já vinha falando e até discuti um pouco numa palestra que dei na igreja. A reportagem trata de um entrevista realizada com um escritora americana chamada Camille Paglia, de 64 anos, que possui opiniões polêmicas sobre a influência negativa do movimento feminista americano. Ela critica a “ditadura da mulher profissional, que é aquela que deixa a família em segundo lugar para cuidar da carreira e fica infeliz ao perceber que é tarde demais para ser mãe.”

Ela continua dizendo que “desde o fim da década de 1960, há uma depreciação de quem quer ser mãe e mulher, para ela, o feminismo, além de remover as barreiras que atrapalham o avanço na educação superior e no mercado de trabalho, deveria encorajar as mulheres a fazer escolhas e ser aberto a decisões individuais. Ela diz que, por causa do “mal ensinamento” do feminismo, uma geração inteira de profissionais americanas adiou a maternidade e, quando finalmente decidiu engravidar, não conseguiu encontrar o parceiro, ou teve problemas de fertilidade. O feminismo não tem sido honesto sobre a realidade biológica que as mulheres tem de enfrentar se quiserem unir maternidade e ambições profissionais. Nesse caso, a natureza entra em conflito com o idealismo moderno da igualdade sexual. As feministas asseguraram as mulheres que haveria tempo suficiente para elas terem filhos mais tarde, com 40 ou 50 anos, depois de alcançarem sucesso profissional, quanta ignorância científica!”

Camille  diz que é” bem verdade que as mulheres provaram que podem ser tão bem sucedidas quanto os homens, mas que seres humanos são mais do que apenas profissionais e que é mais complicado para elas do que para eles integrar sucesso profissional à felicidade emocional e sexual. A infelicidade que muitas mulheres sentem hoje resulta em parte da incerteza delas sobre que são e sobre o que querem nessa sociedade materialista, voltada para o status, que espera que a mulher se comporte como um homem e ainda seja capaz de amar como uma mulher.”

Outra parte que achei bem interessante foi quando ela disse que o “feminismo tentou apagar qualquer menção às diferenças de comportamento causado pelos hormônios, qualquer pessoa que se referisse aos hormônios estava supostamente reduzindo as mulheres a animais irracionais, mas os homens e mulheres sentem e expressam emoções de maneiras diversas, porque os hormônios atingem o cérebro dos dois sexos em níveis diferentes.”

Bom, ela ainda fala bastante coisa na reportagem, que eu recomendo que vocês leiam. O que ela fala eu já tenho delicadamente abordado com as mulheres da minha igreja e aqui também. Não sou machista, mas depois de analisar bem, vi que por onde passei, entre faculdade e ambientes de trabalho, conheci inúmeras mulheres realizadas profissionalmente, mas sentimentalmente frustradas, sem filhos e infelizes, mulheres que conquistaram alguma coisa profissional, mas que adquiriam doenças como estresse, depressão, síndromes de pânico e outras mais, porque não souberam lidar con tanta pressão e acabaram perdendo famílias e hoje vivem solitárias.  Que fenômeno é esse?

Eu defendo até o fim os direitos da mulheres e acho que todas nós podemos estudar, nos formar e sermos bem sucedidas , mas concordo com Camille quando ela diz que alguns ensinamentos do feminismo foram um pouco radicais e algumas coisas foram omitidas, também concordo que a mulher tem todo o direito de escolher ficar em casa para cuidar de seus filhos sem ser criticada por isso, afinal não é nenhuma vergonha. Bom seria se pudesse haver um equilíbrio entre tudo isso, e vejo hoje um reconhecimento da mulher como mãe, tanto que até 6 meses de licença maternidade já foi conquistado. No meio de tudo isso, a mulher ter Jesus em sua vida também faz muita diferença, pois com a presença dele, todas nós nos sentimos completas e realizadas, e quando confiamos nele todos os nossos passos são dirigidos e guardados, ainda que tenhamos sucesso profissional, também confiamos que teremos uma família abençoada a seremos realizadas.

Que hoje, no dia internacional da mulher, possamos parar e pensar em tudo que temos feito e lutado para ter,  no que temos feito com nosso papel de mulheres que, no trabalho podem até mandar, mas em casa sabem aceitar seu papel de mulher auxiliadora e cuidadora do lar, pois foi para isso que Deus nos criou, para sermos como aquela mulher de provérbios 31, que também tabalhava fora de casa e auxiliava nas finanças do lar, mas que era admirada por seu marido e seus filhos por seu carinho e dedicação ao lar, uma mulher verdadeiramente sábia.

Anúncios

3 pensamentos sobre ““O feminismo não é honesto com as mulheres”

  1. Carol… que benção esta reportagem, esclerece muitas coisas para nós mulheres…. mas acredito que a principal parte desta reportagem foi escrita por você (¨ No meio de tudo isso, a mulher ter Jesus em sua vida também faz muita diferença, pois com a presença dele, todas nós nos sentimos completas e realizadas, e quando confiamos nele todos os nossos passos são dirigidos e guardados, ainda que tenhamos sucesso profissional, também confiamos que teremos uma família abençoada a seremos realizadas¨ ) Pois toda teoria cai por terra se ela não for colocada em pratica, e para praticarmos o que foi dito no texto, temos que mudar nossos valores internos, que foram criados por ensinamentos errados, muitas vezes por nossa propria familia, falo isso por mim, pois aprendi que nos mulheres sempre temos que estar por cima, ganhar em uma briga, dar a ultima palavra etc….. E hoje sei que esta conduta quando adotada, só traz destruição familiar e separções. Acredito que com o dicernimento nos dado pelo Espirito Santo, alcansaremos o equilibrio dentro e fora de casa.
    Compartilhei este post com alguma mulheres e todas que leram elogiaram… Que Deus continue te usando e te surpreendendo a cada dia…. Um abraço Ju

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s